BRASILPOLÍTICA

Quem foi Diego Ralf, Irmão da Deputada Federal Sâmia Bomfim que Perdeu a Vida no Rio De Janeiro

PSOL e Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia se manifestam diante da tragédia

Diego Ralf e Samia Bomfim
Foto: Redes Sociais

A madrugada desta quinta-feira (5) foi marcada por uma tragédia na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, onde três médicos ortopedistas perderam suas vidas de forma brutal em um tiroteio ocorrido em um quiosque à beira-mar. O caso ganha ainda mais destaque devido ao fato de um dos médicos, Diego Ralf de Souza Bomfim, ser irmão da deputada federal Sâmia Bomfim, do PSOL-SP.

Morte à beira-mar

Diego Ralf de Souza Bomfim, juntamente com Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida, foi vítima dos disparos que partiram de dentro de um carro em movimento, enquanto eles estavam no quiosque localizado na Avenida Lúcio Costa, na praia da Barra. Os três médicos perderam suas vidas no local, enquanto um quarto médico, que também foi baleado, encontra-se internado na Barra da Tijuca em estado grave.

A investigação

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) foi chamada para atender a ocorrência de homicídio na praia do bairro. Segundo informações preliminares, todas as vítimas estavam no quiosque quando foram alvejadas por disparos de arma de fogo efetuados do interior de um automóvel em movimento. A motivação e a autoria do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil, com a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) à frente do caso. Perícia no local, depoimentos de testemunhas e análise de imagens de câmeras de segurança fazem parte do esforço para desvendar o ocorrido.

Reações e pedidos de justiça

O PSOL, partido ao qual a deputada Sâmia Bomfim é filiada, emitiu uma nota pedindo que as autoridades conduzam a investigação de forma rigorosa e eficiente, visando à identificação e punição dos responsáveis de acordo com a lei. O partido também reforçou seu compromisso com a luta por um Brasil mais seguro, justo e igualitário, onde vidas não sejam perdidas para a violência desenfreada.

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) manifestou seu repúdio e pesar diante do ataque a tiros que vitimou o grupo de médicos. A SBOT expressou preocupação com mais um caso de violência no país, destacando a necessidade de medidas que garantam a segurança de profissionais de saúde e da população em geral.

O tiroteio na Barra da Tijuca é mais um triste episódio que reforça a importância do combate à violência e da busca incansável por justiça no Brasil. Enquanto as investigações prosseguem, a sociedade espera respostas e medidas efetivas que tragam mais segurança para todos.

Vitor Pavanelli

Jornalista - Sócio-Proprietário. contatovitorpavanelli@outlook.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo