CULTURA E ENTRETENIMENTO

Vaquejada de Serrinha está de volta após três anos de pausa

A maior vaquejada do país retorna após uma pausa pandêmica

Foto: Divulgação

Tradição cultural e econômica retorna ao norte baiano

Após uma pausa de três anos devido à pandemia, a Vaquejada de Serrinha, considerada a maior do país em seus segmentos, volta à cena para comemorar sua 54ª edição. O evento, que tem raízes profundas na cultura sertaneja, começa nesta quarta-feira (6) e se estende até domingo (10), prometendo movimentar não apenas Serrinha, mas toda a região sisaleira da Bahia.

Uma celebração histórica da cultura sertaneja

A Vaquejada de Serrinha teve início em 1967, como uma homenagem aos tropeiros que percorreram o trajeto de Salvador a Feira de Santana, passando por Serrinha, até alcançarem a região às margens do Rio São Francisco, no norte baiano. Além de preservar e valorizar a rica cultura sertaneja, o evento desempenha um papel significativo na economia local.

Treinando multidões em tempos de feriado

A festa coincide historicamente com a celebração da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro, o que a torna ainda mais especial. Este ano, a organização espera receber cerca de 100 mil pessoas durante os cinco dias de programação no Parque Maria do Carmo, com o maior fluxo previsto entre quinta (7) e sábado (9).

Transformando a cidade durante a Vaquejada

A população de Serrinha, que é de pouco mais de 80 mil habitantes de acordo com o IBGE, vê sua cidade dobrar de tamanho durante o evento, com aproximadamente 160 mil visitantes circulando pelas ruas. A ocupação hoteleira atingiu praticamente 100%, enquanto muitas famílias aproveitaram para alugar suas residências, garantindo uma renda extra.

Tradição e religiosidade se encontram

Além das competições de vaquejada e shows no parque multiuso, a Vaquejada de Serrinha também é marcada pela missa dos vaqueiros e pelas emocionantes cavalgadas que reúnem participantes de diversas regiões.

A Vaquejada de Serrinha é mais do que um evento; é uma celebração da cultura e da tradição, que deixa uma marca indelével no coração da Bahia e de todos aqueles que a visitam.

Vitor Pavanelli

Jornalista - Sócio-Proprietário. contatovitorpavanelli@outlook.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo