CAMAÇARICIDADES

Filhote de Baleia Jubarte é Encontrado Morto na Praia de Busca Vida em Camaçari

Animal Era uma Fêmea de 4,3 Metros e Possivelmente Se Perdeu da Mãe

Um triste acontecimento aconteceu na manhã desta quinta-feira (24) na praia de Busca Vida, em Camaçari, onde um filhote de baleia jubarte foi encontrado sem vida. O animal, uma fêmea com aproximadamente 4,3 metros de comprimento, despertou suspeitas de que tenha se separado de sua mãe. A equipe do Baleia Jubarte, instituto dedicado à conservação marinha em Salvador, foi acionada para lidar com a situação.

Baleia Jubarte em Camaçari
(Foto: Projeto Baleia Jubarte)

Perda Trágica de uma Baleia Jubarte

Segundo Gustavo Rodamilans, coordenador do instituto, a triste realidade é que casos como esse, de filhotes de baleia jubarte que se perdem de suas mães, muitas vezes levam à morte dos animais. A dificuldade de se alimentar e sobreviver de forma independente pode ser fatal para esses filhotes em seu ambiente natural.

Ação Imediata da Prefeitura e do Projeto Baleia Jubarte

Após o alerta sobre a presença da baleia jubarte na praia de Busca Vida, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp) e da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), acionou o Projeto Baleia Jubarte para lidar com uma situação.

Remoção e Pesquisas de Estudos Genéticos

As equipes do projeto chegaram ao local por volta das 8h e realizaram uma avaliação do animal. Posteriormente, conduziram o processo de remoção, detalhando a destinação correta da caixa. A baleia foi enterrada na própria praia, enquanto amostras foram coletadas para pesquisas de estudos genéticos.

Época de Nascimento das Jubartes

Gustavo Rodamilans destaca que o período atual é o nascimento de filhotes de baleias jubartes na costa brasileira. Estima-se o nascimento de 2.500 a 3.000 animais da espécie. O Brasil abriga uma população de aproximadamente 30 mil baleias jubartes.

Mortes Esperadas e Alerta à População

O coordenador do Projeto Baleia Jubarte ressalta que a morte de filhotes recém-nascidos é um aspecto esperado, muitas vezes causado por doenças, separação das mães ou condições climáticas adversas. Neste ano, 59 baleias jubartes ficaram encalhadas, com 20 delas na Bahia, incluindo cinco na região litorânea de Salvador e Região Metropolitana.

Chamado à Conscientização e Colaboração

Gustavo Rodamilans faz um apelo à população, indicando que qualquer avistamento de baleias encalhadas deve ser comunicado imediatamente ao instituto. Isso possibilita a coleta, remoção e orientação adequada para o descarte da carcaça, contribuindo para o manejo responsável desses casos tristes, porém naturais, na vida desses magníficos animais marinhos.

Vitor Pavanelli

Jornalista - Sócio-Proprietário. contatovitorpavanelli@outlook.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo