CULTURA E ENTRETENIMENTO

Morre o sociólogo italiano Domenico De Masi, defensor do “ócio criativo” e crítico do desemprego como construção social

O mundo perde um dos grandes nomes da sociologia contemporânea com o falecimento de Domenico De Masi aos 85 anos.

No sábado, 9 de setembro, o mundo perdeu um dos mais renomados sociólogos contemporâneos, Domenico De Masi, aos 85 anos. Sua contribuição para a sociologia do trabalho e suas teorias sobre o “ócio criativo” deixaram uma marca indelével na maneira como entendemos a produtividade, o equilíbrio entre trabalho e lazer e a natureza mutável do mercado de trabalho. Neste artigo, exploraremos a vida e o legado de Domenico De Masi, bem como suas ideias revolucionárias sobre trabalho e desemprego.

Domenico De Masi morreu
Foto: Redes Sociais

Domenico De Masi e o “Ócio Criativo”:

Domenico De Masi ficou conhecido por sua teoria do “ócio criativo”. Ele acreditava que o cérebro humano não pode ser constantemente solicitado a produzir quando está sobrecarregado de informações e tarefas. Em vez disso, ele argumentou que as melhores ideias tendem a surgir de maneira inesperada quando uma pessoa está satisfeita e equilibrada em termos de trabalho, estudos e lazer. Para ele, encontrar esse equilíbrio era essencial para uma vida plena e produtiva.

Contribuições para a Sociologia do Trabalho:


Nascido em Rotello, Itália, em 1938, De Masi foi professor emérito de Sociologia do Trabalho na Universidade “La Sapienza” em Roma. Sua pesquisa e ativismo abordaram questões cruciais na sociologia do trabalho, incluindo a redução da jornada de trabalho e do trabalho remoto. Ele acreditava que a tecnologia, a feminilização e a globalização transformariam profundamente o mercado de trabalho até 2030, com a inteligência artificial assumindo parte das tarefas intelectuais e os trabalhos criativos ganhando destaque.

Engajamento Político e o Movimento 5 Estrelas:


Além de suas contribuições acadêmicas, De Masi também se envolve na política, aproximando-se do Movimento 5 Estrelas, um partido antissistema na Itália. O presidente do Movimento 5 Estrelas, Giuseppe Conte, elogiou De Masi por sua “inteligência refinada, coragem e amor pelo conhecimento”. De Masi era visto como um amigo sincero e um interlocutor privilegiado por aqueles que compartilhavam suas visões políticas.

Desemprego como Construção Social:


Uma das ideias mais provocadoras de Domenico De Masi era a de que o desemprego era uma “construção social” e não uma fatalidade. Ele argumentou que, por meio de uma redistribuição mais equitativa do trabalho e uma jornada de trabalho mais razoável, era possível ocupar os “desempregados imediatamente todos”. Ele comparou a realidade do mercado de trabalho na Itália e na Alemanha para enfatizar a natureza socialmente construída do desemprego.

Legado


Domenico De Masi deixou um legado duradouro no campo da sociologia do trabalho e nos debates sobre produtividade e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Sua teoria do “ócio criativo” continua a influenciar a forma como pensamentos sobre o trabalho e a criatividade, enquanto suas visões sobre o desemprego como construção social provocam reflexões sobre como a sociedade pode enfrentar esse desafio. A morte de De Masi marca o fim de uma era, mas suas ideias continuarão a inspirar e questionar as normas aplicáveis ​​no mundo do trabalho.Essa resposta foi melhor ou pior?Melhorar

Vitor Pavanelli

Jornalista - Sócio-Proprietário. contatovitorpavanelli@outlook.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo