CULTURA E ENTRETENIMENTO

Veja a causa da morte de Charlie Munger, um icônico investidor

Charlie Munger, braço-direito de Warren Buffett, morre aos 97 anos: O mundo dos investimentos perde um de seus mestres

charlie munger
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O mundo dos investimentos está de luto com a notícia do falecimento de Charlie Munger, aos 97 anos. Munger foi uma figura icônica no campo dos investimentos, atuando como braço-direito de Warren Buffett na Berkshire Hathaway. Sua partida deixa um vazio na indústria financeira, mas seu legado de sabedoria e sucesso será lembrado por muitos.

Perfil de Charlie Munger:

Charlie Munger foi um homem de muitas habilidades e conquistas ao longo de sua vida. Nascido em Omaha, Nebraska, em 1º de janeiro de 1924, ele iniciou sua carreira como advogado imobiliário antes de se tornar presidente do Daily Journal Corp e membro do conselho da Costco. Além disso, Munger também era conhecido por sua filantropia e sua paixão pela arquitetura.

Causa da morte de Charlie Munger

Charlie Munger morreu “pacificamente” na manhã de hoje, terça-feira (28) em um hospital da Califórnia. A causa supostamente teria sido um avc.

Legado de sabedoria:

Uma das características mais marcantes de Charlie Munger foi sua habilidade como frasista extraordinário. Ao longo de sua vida, ele compartilhou diversas pílulas de sabedoria, deixando um impacto duradouro naqueles que o ouviam. Um exemplo notável foi sua opinião sobre o Bitcoin, expressa em 2021: “Eu acho que devo dizer modestamente que todo o seu desenvolvimento é nojento e contrário aos interesses da civilização”. Munger era conhecido por não usar meias palavras e transmitia sua perspicácia de forma direta e incisiva.

Trajetória pessoal e parceria com Buffett:

A história de Munger se entrelaça com a de Warren Buffett. Embora tenham se conhecido apenas em 1959, a amizade entre os dois se fortaleceu rapidamente. Juntos, eles construíram um império financeiro, transformando a Berkshire Hathaway em uma empresa com valor de mercado de US$ 785 bilhões. Munger desempenhou um papel crucial como braço-direito de Buffett, contribuindo para as decisões estratégicas e investimentos da empresa.

Reflexões finais:

Com a partida de Munger, a comunidade de investidores perdeu uma das maiores referências da profissão. Seus conselhos e ensinamentos serão lembrados como um rico material de aprendizado para aqueles que buscam sucesso no mundo dos negócios e dos investimentos. Sua sabedoria e inteligência serão sempre recordadas, servindo de guia nos momentos de angústia e dúvida.


Charlie Munger deixa um legado brilhante como investidor, conhecedor da indústria e ser humano. Sua colaboração com Warren Buffett e seu trabalho na Berkshire Hathaway influenciaram inúmeras pessoas ao redor do mundo. Munger será lembrado como um homem sábio, paciente, perspicaz e generoso. Ele exemplificou o sucesso de uma vida bem vivida e continuará inspirando futuras gerações de investidores.

Vitor Pavanelli

Jornalista - Sócio-Proprietário. contatovitorpavanelli@outlook.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo